domingo, 28 de fevereiro de 2010

Olho o mar
Me arrepio
Não é frio
É saudade
Me navego
Me entrego
A olhar
Não é frio
Sou navio:
Liberdade!

7 comentários:

Renata Camargo disse...

Esse menino tem uma criatividade fora do comum e escreve marravilhosamente bem!!!!!!!

Sou sua fã
bjxxxx

Raspa de Tacho disse...

Gosto do homeopático, da dose certa.
Gosto de ler entender, reler entender diferente e ler de novo e criar novas intenções.
Gosto quando rimas finais me permitem isso.
Gosto do que leio aqui.
Poeta.

Yuri Costa disse...

Muito bom.

Profanna disse...

será que agora as poesias vão aumentar por aqui?!

Jeisa Gurgel disse...

Cara adorei.. todos.. muito bom mesmo. *-*
Jeisa

Anônimo disse...

Me arrepio

É saudade

Me entrego

Não é frio, " é a nossa viva" Liberdade!

nao pare jamais de escrever ^^

Matéria Escura disse...

pulo e dou um mergulho
o tempero q faltava